POST #6: Expressar nossa essência e o que queremos conquistar

Eu realmente acredito que qualquer pessoa, independente do seu tamanho, tem o direito de vestir modelos de roupas que valorizem o formato de seu corpo, sua personalidade e, assim, contribuam com que aquela imagem reflita o que ela realmente é ou pretende ser.

Ter a consciência que eu tenho hoje sobre isso só foi possível por eu permitir me conhecer melhor, entender o que é importante para mim e assumir minha identidade. E isso não acontece de uma hora para outra. É preciso paciência consigo mesma. E é preciso estar entre pessoas que te queiram bem e que se importem com a relação que temos com nosso estilo e nossa essência.

A Érica Minchin abriu muito meus olhos para essa relação corpo x imagem x essência x estilo x autoconexão. Sua consultoria de moda e imagem me fez passar por situações e reflexões que foram fundamentais para eu enxergar muitas possibilidades e conseguir finalmente dizer ao mundo quem eu sou.

site_Erica
Clique na imagem para conhecer o trabalho da Érica. Tem bastante conteúdo bacana e super útil!

Eu aprendi que só vou encontrar roupas que me caibam na seção plus size. Mas eu sei que muita gente ainda não aceita essa verdade sobre seus guarda-roupas. Eu era uma delas: insistia em tentar caber em calças apertadas demais, depois me rendi às leggings e peças inteiras de malha, porque eu prometia de pés juntinhos que ainda ia emagrecer e logo voltaria a usar as roupas de antes.

 

É difícil mesmo aceitar que se está engordando, que é preciso desapegar de peças de roupa que você sempre adorou. Mas é muito pior ficar neurótica imaginando que agora você precisa esconder de alguma forma suas gordurinhas mais evidentes. Isso é besteira! Quando eu aprendi a vestir o corpo que eu tenho hoje, eu entendi que toda essa história de me imaginar magra no espelho ou que estar gorda era passageiro e logo eu seria bonita não passavam de truques que só me colocavam para baixo e me impediam de seguir em frente, confiante.

Aconselho que você leia isso aqui!

Hoje eu consigo agir de forma muito mais racional sobre a imagem que eu quero passar: posso ser profissional, mas acrescentar aquela pitada criativa; posso ser madura, mas acrescentar bom humor. Entendem?

Natália Haidamus_04
Este é meu corpo. E ponto final! Foto: Felipe Mariano

Não foi necessário ouvir o tipo de coisa como “emagreça para caber nas roupas que você quer”. Eu ouvi que minhas roupas deveriam ser minhas aliadas, que minhas compras deveriam ser conscientes e direcionadas ao que me veste bem. Nada do contrário.

 

Sei que muitas mulheres devem ter a mesma dificuldade que eu tive (e ainda tenho, não sou nenhuma especialista). Então, quero propor aqui um exercício para treinarmos juntas: vou expor looks para gente analisar o que eles querem dizer sobre a gente. Não quero apenas criar um papo de moda, quero aprofundar um pouco nosso entendimento sobre como minha expressão me ajuda nas minhas relações profissionais, como eu consigo paquerar com mais segurança, como eu devo me portar nos almoços de família, como eu consigo representar a força que existe dentro de mim, mas eu insisto em reprimir. Tudo com orientação da Erica, claro!

Vem comigo? Comente o que achou da ideia!

 

Anúncios

Um comentário sobre “POST #6: Expressar nossa essência e o que queremos conquistar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s